Dicas básicas para uma pele saudável

Durante o verão, a pele é geralmente mais exposta a possíveis danos, principalmente devido à maior exposição à luz solar do que o habitual, bem como ao contato com água do mar ou cloro nas piscinas. Da mesma forma, as mudanças climáticas e a poluição ambiental se comportam como agentes nocivos para a pele.

Tudo isso faz com que o retorno das férias seja um bom momento para você examinar o estado da sua pele e tomar várias medidas para o seu cuidado. Não é de surpreender que a pele seja um dos maiores órgãos do corpo, que a protege dos riscos ambientais, regulando sua temperatura e permitindo a percepção do toque.

Portanto, apresentamos a seguinte série de dicas para que sua pele seja saudável e tenha uma aparência suave.

A limpeza excessiva pode causar perda excessiva de gordura nas camadas externas da pele e causar dermatites ou acentuar a pele seca ”

Básico para uma pele de pêssego

Beba bastante água

Seu corpo perde água ao longo do dia. Portanto, você precisa substituir pelo menos o que perde, pelo qual deve beber entre dois e três litros por dia. A água ajuda o corpo a funcionar da melhor maneira possível (não em vão, dois terços do nosso corpo é água) e faz com que sua pele pareça mais suave e fresca.

faz exercício

A elasticidade e tonificação da pele são perdidas com a idade. Você pode manter a firmeza da sua pele se exercitando regularmente. Um exercício moderado como o yoga pode ser tão benéfico quanto o exercício muscular mais vigoroso.

Ao se exercitar, você aumenta o fluxo sanguíneo para a pele, o que significa que a pele recebe de maneira ideal nutrientes e vitaminas essenciais. Por outro lado, o exercício tonifica os músculos, o que ajuda a moldar a pele.

Mantenha sua pele brilhante

A pele limpa é a melhor maneira de prevenir infecções e odores corporais. A maioria dos sabonetes, produtos de limpeza facial, gel de banho e produtos desse tipo foram testados anteriormente para garantir que não causem reações irritantes ou alérgicas; portanto, o tipo de produto que você escolher deve responder apenas às preferências pessoais.

Lembre-se de que a limpeza excessiva pode causar perda excessiva de gordura nas camadas externas da pele e causar dermatites ou acentuar o ressecamento da pele.

Tomar uma sauna

Ao fazer você suar e expulsar impurezas, a sauna ajuda a limpar sua pele. Também melhora a circulação. Lembre-se de que, antes de uma sessão de sauna, você não deve beber álcool ou comer uma refeição pesada.

Idosos ou pessoas com doenças cardíacas, respiratórias ou crônicas devem evitar saunas. Mantenha uma temperatura agradável e, sim, se durante a sessão você se sentir mal ou tonto, saia imediatamente da sauna, beba bastante água e sente-se em silêncio por um tempo. Se os sintomas não desaparecerem, procure um médico.

Escove sua pele

Escovar a pele com moderação com uma escova especial ajudará a remover as células mortas que podem fazer com que a pele pareça danificada. Sempre escove na direção do coração, isto é, das mãos aos ombros, dos pés ao quadril.

Não escove a pele se tiver cortes, feridas ou se sofrer de doenças de pele como eczema ou psoríase, pois a escovação só piora essas condições.

Use esfoliantes

É semelhante a escovar a pele. Géis de banho ou massagens esfoliantes contêm partículas que favorecem o processo de renovação celular sem atacar a epiderme. Alguns contêm ácidos de algumas frutas (alfa hidroxiácidos) que ajudam a remover as células mortas da pele.

Esses ácidos, também chamados de AHAs, podem irritar um pouco a pele; portanto, você deve parar de usá-los se notar sinais de irritação ou vermelhidão na pele.

Existem muitos esfoliantes no mercado, então você terá que tentar qual deles melhor se adapta à sua pele. Ou, se você ousar, com uma mistura de azeite de oliva e sal grosso do mar, tente fazer sua própria esfoliação natural da pele (obviamente, não a aplique em cortes ou feridas).

Para suavizar as partes mais ásperas da pele, como joelhos, cotovelos e calcanhares, você pode esfregar polpa de abacate nessas áreas. Você terá o suficiente com uma quantidade de abacate comparável ao que cabe na palma da sua mão.

Hidratar a pele

Hidratar a pele diariamente ajudará a mantê-la suave, aumentando os níveis de umidade. A pele mostra necessidades diferentes de acordo com a idade e o tipo de pele; portanto, se você não tiver certeza do que é melhor para você, é recomendável consultar seu farmacêutico.

Muitos hidratantes contêm ácidos AHA, vitamina E, gérmen de trigo, aloe vera, extratos de plantas e outros ingredientes adicionados para melhorar o tom e a textura da pele, além de reduzir marcas de idade e rugas. Procure um hidratante que não seja comedogênico (que não bloqueie os poros) e fuja dos “cremes milagrosos”.

Use proteção solar

O câncer de pele é o maior risco de exposição prolongada à luz solar. As melhores medidas preventivas são moderação e proteção. Evite a exposição excessiva aos raios solares e use um filtro solar com um fator de proteção solar (geralmente chamado de FPS) de 15 ou mais.

Recomenda-se uma nova aplicação de filtro solar, principalmente após suar ou tomar banho. A exposição excessiva ao sol pode piorar ou agravar problemas de pele como ezzema ou rosácea, uma condição caracterizada pelo aparecimento intermitente de vermelhidão ou inflamação da pele.

Observe e observe sua pele

Observar sua pele regularmente o acostumará e conhecerá sua aparência, o que fará com que você detecte qualquer alteração mais rapidamente. Preste atenção especial às toupeiras; Se houver alguma alteração na forma ou sangramento, visite seu médico para examiná-lo.

Você também deve verificar a pele ao redor dos testículos e seios mensalmente, especialmente quando houver nódulos, covinhas, rugas ou alterações na textura.

Deixa de fumar

Finalmente, se você é fumante, a coisa mais importante que você pode fazer para melhorar o estado da sua pele é parar de fumar. A fumaça do tabaco seca a pele, enquanto contrai os vasos sanguíneos e, portanto, a quantidade de sangue que chega à pele, privando-a de nutrientes essenciais. Por outro lado, os fumantes têm duas a três vezes mais chances de desenvolver psoríase.